A Biotecnologia contra Asma, Bronquite, Rinite e Sinusite.

O produto Asmazol possui o composto ativo natural Airbioxi que, com seus derivados, têm eficácia comprovada como antioxidante, anti-inflamatório, analgésico, broncodilatador e cicatrizante.

Atenção:

Uso complementar ao tratamento do Covid19 de acordo com a Recomendação 041/2020 do Conselho Nacional de Saúde. A OMS (Organização Mundial da Saúde) defende que a vida prevalece sobre qualquer circunstância.

O projeto Abiox está em pleno acordo com as normas dos órgãos reguladores, conforme a Lei 12.651 do Código Florestal Brasileiro.

O que falam sobre o Asmazol C+

Comprovado cientificamente.

Estudos fármacológicos/pré-clínicos do extrato natural Airbioxi extraído da (Dicksonia sellowiana) demonstraram o aumento na produção das células de defesa do sistema respiratório em 153%. Também reduziu a produção das células do processo inflamatório em 36%, inibiu as dores neurogênicas em 70% e proporcionou o vaso relaxamento sanguíneo, demonstrando atividade anti-hipertensiva.

Estudo clínico realizado em 400 pacientes, comprovou a ação terapêutica do vegetal utilizado no processo de cicatrização cirúrgica, conforme tese defendida no Congresso Nacional de plantas medicinais realizado no Rio de Janeiro.

Um Projeto Sustentável

Conheça o Projeto Asmazol, um programa de produção de mudas em larga escala.

Florestas são fontes de vida que alimentam e mantêm o equilíbrio da terra. Geram riquezas e, claro, com a Dicksonia sellowiana, não é diferente. Infelizmente, a exploração comercial desordenada fez com que a planta entrasse para a lista de espécies ameaçadas de risco de extinção, conforme o apêndice II da Cites.

O projeto de sustentabilidade tem como objetivo preservar a espécie e, por isto, para cada planta podada utilizada para produzir a matéria prima Arbioxi, planta-se um novo exemplar de Dicksonia sellowiana, produzida a partir de esporo em estufa. Trabalhamos assim, afim de que a planta permaneça em seu habitat natural, sem comprometer a espécie e contribuir com o sequestro de toneladas de carbono de maneira natural.

Importante saber:

Dia 23 de outubro de 2018, a planta foi reconhecida pela Anvisa, com publicação no Diário Oficial da União.

A partir de novembro de 2019 o Asmazol C+ passou a ser comercializado nos EUA, com permissão do FDA (Food And Drug Administration) Agência Federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos.

O Asmazol C+ já chegou a atender pessoas em países como: Alemanha, Bolívia, Canadá, Costa Rica, Colômbia, China, Inglaterra, Japão, Portugal, Paraguai, Coreia Do Sul, Espanha e Brasil.